Inicio Destaque TOP 10: SEQUÊNCIAS QUE DEMORARAM A SER LANÇADAS

TOP 10: SEQUÊNCIAS QUE DEMORARAM A SER LANÇADAS

Você acha que 'Os Incríveis 2' demorou? Confira esses casos.

368
0
COMPARTILHE

Depois de quatorze anos, fãs impacientes finalmente estão vendo a chegada de Os Incríveis 2 nos cinemas. Por mais que pareça uma eternidade desde que vimos a família Pêra nas telonas, nossa espera não representa nada em comparação a outras sequências, que demoraram ainda mais para serem lançadas.

Vamos conferir aqui dez casos de sequências que levaram ainda mais tempo para chegarem aos cinemas. Levaremos em consideração apenas continuações, ou seja, prelúdios ou reboots não contam. Também só contaremos sequências que já foram lançadas, pois também analisaremos a recepção desses filmes.

Que comece a lista!

10 – Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (19 anos)

Após o lançamento do terceiro Indiana Jones, George Lucas decidiu continuar a franquia na forma de série de TV nos anos 90, onde explorava a juventude do personagem. Nos anos que se passaram, M. Night Shyamalan e Frank Darabont chegaram a escrever roteiros para um quarto filme, que passou anos no limbo. Mas o projeto só saiu do papel quando o próprio Lucas decidiu escrever um roteiro. Quando finalmente saiu, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal foi um enorme sucesso de bilheteria. No entanto, as críticas foram mistas e a reputação do filme não melhorou com o passar do tempo. Um quinto filme já está sendo planejado e deve estrear em 2020.

9 – Rambo (20 anos)

Rambo é sem dúvidas um dos papéis mais icônicos da carreira de Sylvester Stallone. No entanto, com exceção do primeiro filme, as sequências não foram exatamente bem-sucedidas entre os críticos. Vinte anos após o lançamento do terceiro filme, o próprio Stallone escreveu e dirigiu o quarto longa da franquia. Por mais que não tenha sido bem-sucedido entre críticos ou na bilheteria, a performance de Stallone foi bastante elogiada.

8 – Debi & Lóide 2 (20 anos)

Quando foi lançado em 1994, Debi & Lóide – Dois Idiotas em Apuros foi um sucesso inesperado de bilheteria, conseguindo quase US$ 250 milhões em todo o mundo e ajudando a alavancar a carreira de Jim Carrey. Para a surpresa de todos, depois de vinte anos e um prelúdio que muitos preferem esquecer, Jim Carrey e Jeff Daniels retornaram aos seus adorados papéis. Por mais que o primeiro filme tenha se tornado um clássico, os críticos não perdoaram e massacraram a sequência. O longa foi uma enorme decepção nas bilheterias e fez pouco mais da metade que seu antecessor.

7 – Trainspotting 2 (21 anos)

Sem dúvidas, Trainspotting é um clássico dos anos 90 e um dos filmes mais icônicos do diretor Danny Boyle. Quem imaginaria uma sequência de um filme desses? Pois em 2017, Boyle se reuniu ao elenco original para continuar a história, mostrando Renton (Ewan McGregor) reencontrando seus amigos de juventude e voltando aos seus dias regados a bebidas e drogas. Por mais que tenha se saído bem entre críticos, a sequência não conseguiu ter o mesmo impacto e fez pouco mais de US$ 40 milhões em todo o mundo.

6 – Psicose 2 (23 anos)

Como dar continuidade a um clássico do mestre Alfred Hitchcock? Eis uma pergunta que nunca deveria ser feita. Vinte e três anos após o lançamento do primeiro filme, Anthony Perkins relutantemente retornou ao papel do assassino Norman Bates em Psicose 2. A sequência não agradou os críticos, mas acabou sendo grande sucesso de bilheteria. O próprio Perkins acabou dirigindo o terceiro filme e reprisou o papel de Bates no filme para TV Psicose 4 – A Revelação.

5 – A Cor do Dinheiro (25 anos)

Desafio à Corrupção, de 1961, foi bem sucedido entre os críticos, e conseguiu nove indicações ao Oscar. Paul Newman voltaria a interpretar o jogador de sinuca “Fast Eddie” Felson nos anos 80 em A Cor do Dinheiro, onde acolhe o jovem jogador Vincent Lauria (Tom Cruise) como seu aprendiz. Por mais que tivesse Martin Scorsese na direção, a sequência não foi tão bem recebida pelos críticos, no entanto, Newman conseguiu o Oscar de Melhor Ator dessa vez.

4 – Tron – O Legado (29 anos)

Por mais que Tron não tenha sido um sucesso na época em que foi lançado, o filme acabou alcançando o status cult com o passar dos anos. Em 2010, a Disney ressuscitou o longa com uma sequência que trouxe de volta o personagem de Jeff Bridges, que que desapareceu misteriosamente. Seu filho, vivido por Garett Hedlund, acaba sendo sugado para o mesmo mundo que seu pai e tenta resgatá-lo. Apesar do visual impressionante e da trilha incrível composta pelo Daft Punk, o filme dividiu os críticos e conseguiu apenas US$ 400 milhões em bilheteria, valor baixo considerando o orçamento de US$ 170 milhões. Um terceiro filme chegou a ser planejado e ficou no limbo por anos, até que foi cancelado no início do ano.

3 – Star Wars – O Despertar da Força (32 anos)

Como mencionado na introdução, essa lista está considerando apenas “sequências”, portanto, não estamos considerando a trilogia prelúdio. Em entrevistas feitas nos anos 80, o ator Mark Hamill já havia revelado que George Lucas tinha planos para uma trilogia pós-Retorno de Jedi. No entanto, com a venda da Lucasfilm para a Disney em 2012, a casa do Mickey Mouse seria a responsável pela franquia dali em diante. Em 2015, mais de trinta anos depois, Han Solo, Leia, Luke e outros retornariam às telas em O Despertar da Força. O filme foi um enorme sucesso entre críticos e público e se tornou a terceira maior bilheteria da história.

2 – Blade Runner 2049 (35 anos)

Quando foi lançado em 1982, Blade Runner passou batido nos  cinemas, sendo um fracasso de bilheteria. No entanto, o filme se tornou um clássico que por décadas gerou teorias sobre sua trama e personagens. Quando a sequência foi anunciada com o retorno de Harrison Ford no papel principal e o aclamado diretor Denis Villeneuve no comando, as expectativas estavam nas alturas. Críticos adoraram o filme, que foi extremamente elogiado por seu roteiro e incríveis visuais, rendendo ao longa o Oscar de Melhor Fotografia. Infelizmente, a mesma maldição que transformou o filme em um fracasso de bilheteria também afetou a sequência. O longa, que custou altos US$ 150 milhões, fez pouco menos de US$ 260 milhões, trazendo um prejuízo de US$ 80 milhões ao estúdio.

1- Fantasia (59 anos)

Fantasia é sem dúvidas um dos projetos mais artísticos e ambiciosos da Disney. Unir obras-primas da música clássica com o melhor que os animadores da Disney tinham a oferecer não foi tarefa das mais fáceis, mas o estúdio conseguiu criar algo único e icônico. Em 2000, a Disney decidiu fazer uma segunda parte, mostrando o que os novos animadores da casa poderiam criar em comparação ao filme anterior. Fantasia 2000 pode não ter sido tão bem recebido quanto o primeiro, mas criou segmentos belíssimos que valeram a experiência.

Que outras sequências você acha que deviam ser mencionadas? Deixe nos comentários.

Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando