Inicio Destaque TOP 10: OS MOMENTOS MAIS CONSTRANGEDORES DO OSCAR

TOP 10: OS MOMENTOS MAIS CONSTRANGEDORES DO OSCAR

Estejam preparados para uma boa dose de vergonha alheia.

570
0
COMPARTILHE

Noite de Oscar! Todos os cinéfilos de plantão já prepararam seus palpites e aguardam a cerimônia de premiação desse domingo (04). No entanto, com a troca de envelopes na categoria Melhor Filme no ano passado ainda fresca em nossa memória, decidimos revisitar edições passadas do Oscar para encontrar os dez momentos mais bizarros já vistos na premiação. Vale lembrar que não estaremos contando roupas bizarras – que merecem sua própria lista – e levaremos em contas gafes que se passaram durante a cerimônia de premiação.

Essa lista não é recomendada para pessoas pouco tolerantes a casos de vergonha alheia. Você foi avisado!

10- Roberto Benigni nas alturas (1999)

1999 foi um ano e tanto para Roberto Benigni. O drama A Vida é Bela o colocou no centro das premiações, lhe rendendo o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Ator. E foi nessa última premiação que o italiano exagerou um pouquinho ao demonstrar sua felicidade. Quando Sophia Loren o anuncia como o vencedor do prêmio de Melhor Ator, Benigni sobe nas cadeiras até o palco, para o constrangimento de quem estava em seu caminho.

9- “Adele Dazeem” (2014)

Era para ser algo bem simples. John Travolta subiria ao palco para apresentar a atriz e cantora Idina Menzel, que cantaria a canção Let It Go, uma das indicadas do ano. No entanto, quando chegou a hora de Travolta ler o nome da atriz, bem… só Deus sabe o que aconteceu! Idina Menzel se transformou em “Adele Dazeem”, resultando em um meme instantâneo e gerando até mesmo aplicativos transformam seu nome na “versão Travolta”. No ano seguinte, o ator tentou se redimir subindo ao palco com Menzel e (finalmente) pronunciando seu nome corretamente. No entanto, Travolta tornou a cena desconfortável para alguns ao ficar pegando insistentemente no rosto de Menzel. ¯\_(ツ)_/¯

8- Tom Hanks e o professor “gay” (1993)

Professores podem ter um efeito poderoso na vida de seus alunos, e esse foi o caso de Tom Hanks com seu professor de teatro Rawley Farnsworth. Ao vencer o Oscar de Melhor Ator por Philadelphia, Hanks fez questão de homenagear seu mentor em seu discurso de agradecimento, citando-o como um dos “maiores americanos gays com quem tive o prazer de me associar”. Considerando a temática de Philadelphia, onde Hanks interpretou um advogado gay com AIDS em busca de justiça, a homenagem deveria ser uma honra para Farnsworth, certo? Mas só tinha um problema. Ele não era gay! Imagine o choque do professor e sua família! O ocorrido inclusive rendeu o filme Será Que Ele É?, estrelado por Kevin Kline.

7- James Franco como Marilyn Monroe (2011)

Colocar jovens astros como Anne Hathaway e James Franco como apresentadores do Oscar parece ser uma maneira garantida de atrair os jovens, não é? No entanto, o par resultou em uma das cerimônias mais alvejadas pelos críticos e público. Enquanto Hathaway tentava ao máximo trazer empolgação para a Oscar, Franco parecia estar ali contra sua própria vontade, resultando em vários momentos constrangedores. Embora a cerimônia inteira seja digna de estar no ranking, vamos deixar aqui um dos momentos mais lembrados da noite, quando (sem qualquer explicação) Franco surge vestido de Marilyn Monroe e tenta brincar com a situação, dizendo que chegou a ser paquerado por Charlie Sheen. Pois é, desconfortável foi a palavra da noite.

6- David Niven e o homem nu (1974)

O “Streaking”, a prática de correr nu em locais públicos, se tornou popular nos EUA durante os anos 70. E no Oscar de 1974, o co-apresentador da cerimônia, David Niven, foi surpreendido por essa nova moda do momento. Quando estava prestes a anunciar a entrada de Elizabeth Taylor para a entrega do Oscar de Melhor Filme, o fotógrafo Robert Opel surgiu ao fundo correndo nu. Niven manteve a pose e o bom humor e disse: “Não é fascinante pensar que provavelmente os únicos risos que esse homem conseguirá em sua vida é ao se despir e exibir suas insuficiências?”. Opel podia ter ido dormir sem ouvir essa!

5- Piada cruel (1934)

No ano de 1934, apenas Katherine Hepburn, May Robson e Diana Wynyard concorriam ao prêmio de Melhor Atriz, no entanto, Hepburn tinha fama de nunca comparecer às cerimônias. Quando o apresentador Will Rogers foi anunciar a vencedora, ele criou um momento de confusão nos presentes ao chamar Robson e Wynyard ao palco. Para os presentes, o que se deu a entender é que havia havido um empate, com as duas levando a estatueta. No entanto, Rogers, que era um comediante, as havia chamado para avisá-las de que elas não eram as vencedoras, com Hepbrun levando o Oscar. Mesmo Rogers sendo um profissional adorado de sua época, o público não pareceu apoiar sua piada de mal gosto, que deixou duas atrizes respeitadas em uma posição extremamente embaraçosa.

4- Sacheen Littlefeather e o Oscar de Marlon Brando (1973)

Que Marlon Brando é um dos maiores atores da história de Hollywood, ninguém duvida. Tendo oito indicações ao Oscar, duas vitórias e filmes como O Poderoso Chefão, Apocalipse Now e Uma Rua Chamada Pecado em seu currículo, o cara é uma verdadeira lenda. Mas Brando também era conhecido por ser uma pessoa difícil de se trabalhar e bizarra em algumas ocasiões. Uma delas foi quando o ator venceu o Oscar de Melhor Ator por O Poderoso Chefão. Brando recusou a estatueta e mandou em seu lugar a índia Sacheen Littlefeather, que disse que o ator não aceitaria o prêmio devido ao tratamento injusto ao nativo-americanos na indústria do cinema. A reação do público, é claro, foi de confusão, com direito a algumas vaias.

3- “Vem pegar, Frank” (1934)

E olha o apresentador Will Rogers atacando novamente… e na mesma cerimônia!!! Quando Rogers anunciou o vencedor na categoria Melhor Diretor ele fez questão de elogiar o premiado antes mesmo de dizer seu nome: “Eu assisti este jovem por um longo tempo. Vi-o crescer de baixo, e quero dizer de baixo mesmo. Não poderia ter acontecido com um cara mais legal. Venha pegar, Frank!”. O lendário Frank Capra logo se levantou e começou a se dirigir ao palco, no entanto, Rogers estava se referindo a Frank Lloyd! Capra depois descreveu a volta ao seu assento como “a caminhada mais longa, triste e devastadora” de sua vida. Mas o diretor foi recompensado no ano seguinte, vencendo o Oscar por Aconteceu Naquela Noite. Se houvesse internet em 1934, aquele teria sido o meme do ano.

2- Envelope errado (2017)

É claro que esse recente clássico instantâneo da vergonha alheia tinha que estar nessa lista! Durante a apresentação do prêmio de Melhor Filme, Warren Beatty foi colocado em uma saia justa ao perceber que o envelope em suas mãos estava errado. Seu aparente olhar de confusão foi confundido com uma tática bem humorada pelo público. No entanto, a atriz Faye Dunaway quis pôr um fim à agonia dos indicados e leu “La La Land” como o vencedor. Pouco depois que a equipe do musical subiu ao palco para receber o prêmio, foi revelado que o verdadeiro vencedor era o drama Moonlight. Depois foi descoberto que um dos dois responsáveis pelos envelopes estava distraído tirando selfies nos bastidores e erroneamente entregou o envelope de Melhor Atriz, que teve Emma Stone, de La La Land, como vencedora. O resultado, foi um dos maiores King Kongs da história da premiação.

1- Rob Lowe e a Branca de Neve (1989)

Até hoje, esse é considerado um dos momentos mais desconfortáveis e bizarros do Oscar. Somos apresentados a aspirante a atriz de 22 anos Eileen Bowman, que surge vestida de Branca de Neve e com uma performance tão cartunesca da princesa da Disney que mais parece saída de uma paródia. Uma série de números musicais é iniciada para dar início à cerimônia, com Bowman tentando ao máximo esconder seu desconforto. Mas a coisa foi ficando ainda pior quando Rob Lowe surgiu no palco acompanhando a Branca de Neve como seu pretendente. O ator vinha de um escândalo sexual e tentava melhorar sua imagem. (Xiiiiiiiiiiii!). Todo o tormento se arrastou por ONZE MINUTOS! Depois da cerimônia, vários pesos-pesados de Hollywood como Paul Newman, Gregory Peck, Julie Andrews e Billy Wilder assinaram uma carta conjunta em protesto ao horror do espetáculo. A coisa toda foi tão embaraçosa que a Academia oficialmente emitiu um pedido de desculpas aos convidados e ao público. A carreira do produtor do evento, Alan Carr, ficou arruinada após esse fiasco e a pobre Eileen Bowman ficou marcada na indústria por sua Branca de Neve e nunca conseguiu firmar sua carreira.

Que outra gafe do Oscar você incluiria nessa lista? Deixe nos comentários.

Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando