Inicio Gênero Ação TOP 10: HERÓIS DA MARVEL QUE MERECEM UMA SÉRIE NA NETFLIX

TOP 10: HERÓIS DA MARVEL QUE MERECEM UMA SÉRIE NA NETFLIX

Qual desses você escolheria?

534
0
COMPARTILHE

Essa tem sido uma semana bem movimentada no universo Marvel/Netflix. Além da estreia da terceira temporada de Demolidor, foi anunciado o cancelamento de Punho de Ferro, fazendo muitos fãs se perguntarem sobre o que esse universo tem reservado para o futuro. Com menos um título em seu catálogo, será que haverá espaço para a série de um novo herói? Confira abaixo uma lista de dez títulos que poderiam render uma boa série:

10 – Eco

Também conhecida como Ronin, Maya Lopez surgiu nos quadrinhos como uma vilã do Demolidor, e assim como Matt Murdock, ela precisa enfrentar uma deficiência. Ela se tornou uma capanga do Rei do Crime depois que ele matou seu pai na sua frente. O vilão ainda colou sua mão manchada de sangue no rosto da menina, que ela depois transformou em uma tatuagem para que nunca se esquecesse da morte do pai. Apesar de ser completamente surda desde seu nascimento, ela possui memória fotográfica e é capaz de copiar e repetir com perfeição qualquer estilo de luta. Maya conheceu Matt pela primeira vez após a morte de Karen Page, quando o advogado estava se sentindo sozinho e frustrado, ganhando a empatia de Eco. Ao enfrentá-lo posteriormente como Demolidor, ela se dá conta de que Matt é o herói, e se vira contra o Rei do Crime.

A indústria vem buscando cada vez mais títulos com protagonistas femininas, e Eco é um excelente exemplo, não só por ter uma história fascinante, mas por servir de inclusão para vários grupos, já que se trata de uma mulher nativo-americana e surda. Um outro diferencial para ela é que se trata de uma personagem que começa como vilã, algo que renderia uma boa história.

9 – Capuz

Parker Robbins era apenas um criminoso comum que roubava para pagar o tratamento de sua mãe. Um dia, ele encontra um manto místico pertencente ao Demônio Dormammu e um par de botas, que dão a ele poderes sobre naturais. Ao vestir a capa, ele se torna capaz de conjurar alguns feitiços, tornar-se invisível, disparar raios de energia e invulnerabilidade. Ele agora usa seus poderes para cometer roubos insignificantes.

Seria interessante acompanhar um vilão no papel principal, principalmente o Capuz, que começa como apenas um criminoso qualquer, que sempre teve uma vida difícil e se torna ladrão por necessidade, se se torna um homem cada vez mais perigoso e obcecado por poder por conta do manto.

8 – Gaviã Arqueira

Kate Bishop é uma mulher de uma família rica de Manhattan que perdeu a mãe em um acidente, afastou-se de sua irmã mais velha e busca constantemente a aprovação de seu pai. Apesar da riqueza, Kate nunca se sentiu à vontade com a fortuna e passava seu tempo treinando, fazendo caridade e até mesmo ajudando a financiar os Jovens Vingadores. Após ser salva por Clint Barton, o Gavião Arqueiro, ela passou a tomá-lo como modelo e mentor e passou a treinar para se tornar como ele. Barton até mesmo a transformou em sua parceira e juntos eles se tornaram protetores do Brooklyn. Depois de ter uma briga com seu mentor, Kate decide se afastar e adota uma atitude mais debochada e sem ideais.

O único problema dessa personagem é que uma série sobre sua origem necessita da presença do Gavião Arqueiro, e se há algo que já pudemos perceber nos últimos anos é o quão difícil unir as séries e os filmes devido à rixa entre os dois departamentos. Mas Kate Bishop é uma personagem cujo temperamento forte tornariam sua série interessante e a difeririam de personagens como Arqueiro Verde ou até o próprio Gavião Arqueiro.

7 – Tigresa Branca 

Muitos personagens já usaram esse codinome nos quadrinhos, mas a versão mais provável de ser usada em uma série é Angela del Toro, cujo nome foi mencionado na primeira temporada de Jessica Jones. A personagem é uma ex-agente do FBI que chegou a investigar o Demolidor durante um caso. Ela assume a identidade da Tigresa Branca depois que seu tio, o ex-Tigre Branco Hector Ayala, é assassinado pelo vilão Gideon Mace. Seus poderes vêm do amuleto do Tigre, um artefato que dá ao seu portador força, velocidade, resistência, agilidade, regeneração acelerada e sentidos mais apurados. Eis uma outra boa opção de uma boa protagonista feminina para o universo Marvel/Netflix. Mas também temos…

6 – Filhas do Dragão

Um dos pontos altos da segunda temporada de Punho de Ferro foi ver a sonhada parceria entre Colleen Wing e Misty Knight. As atrizes Jessica Henwick e Simone Missick são super talentosas e mostraram que são capazes de carregar uma história sozinhas ou em parceria. Com estúdio investindo cada vez mais em protagonistas femininas, uma série das Filhas do Dragão não seria uma boa opção para a Netflix? Nos quadrinhos, as duas abrem uma agência de investigação, a Knightwing Restorations Inc., e passam a trabalhar juntas como detetives particulares. Elas frequentemente trabalharam em parceria com Luke Cage e Punho de Ferro, mas vamos deixar para falar nisso mais adiante.

5 – Shang-Chi

Quando Finn Jones foi confirmado no papel de Punho de Ferro, muitos fãs viram a escalação como uma oportunidade perdida pela Marvel de finalmente trazer um ator asiático em um papel principal. No entanto, será que o estúdio pode então trazer um personagem originalmente asiático, como Shang-Chi? Criado na década de 70 e inspirado em astros de filmes de kung fu, Shang Chi é um mestre em diversos estilos de artes marciais, possui total controle do próprio chi e tem a habilidade de criar duplicatas de si mesmo.

Ele é filho do criminoso Fu Manchu, que lhe ensinou artes marciais desde pequeno. Ao ser enviado para assassinar o Dr. Petrie, Shang-Chi acaba conhecendo o arqui-inimigo de seu pai, Sir. Denis Nayland Smith, e através dele descobre a verdadeira natureza de seu pai e se rebela contra ele. Shang-Chi passa a se aliar com o MI-6 na luta contra Fu Manchu e os assassinos Si-Fan. Nos quadrinhos, ele também se torna um membro dos Vingadores e dos Heróis de Aluguel. E por falar neles….

4 – Heróis de Aluguel

Com o fim de Punho de Ferro e a situação de Luke Cage ainda não confirmada pela Netflix (até a publicação dessa matéria), podemos sonhar com a união dos dois heróis em uma série dos Heróis de Aluguel. Criado em 1978, o título acompanhava Danny Rand e Luke Cage abrindo um negócio onde ofereciam suas habilidades especiais ao público… por um preço. Já vimos em Os Defensores e na segunda temporada de Luke Cage que os atores Finn Jones e Mike Colter tem uma boa química e funcionam melhor quando estão juntos. Sem falar que Misty Knight e Colleen Wing também poderiam ser acrescentadas ao elenco, já que ambas também participam da vida de Rand e Cage. Considerando que as séries da Marvel/Netflix tendem a se focar em um herói por vez, seria interessante ter uma série que trabalhasse a dinâmica entre uma dupla de protagonistas. Por favor, Netflix! Nunca te pedi nada.

3 – Motoqueiro Fantasma

Criado em 1972, Johnny Blaze é um artista de manobras em motocicletas que vende sua alma ao demônio Mephisto para salvar a vida de seu pai. Em troca, ele aceita hospedar a alma de Zarathos, que o transforma no Motoqueiro Fantasma.

Apesar de ter um dos visuais mais icônicos e incríveis dentre os heróis da Marvel, a história do Motoqueiro Fantasma nas telonas não foi das melhores. O filme de 2007 estrelado por Nicolas Cage decepcionou entre críticos e nas bilheterias, arrecadando pouco mais de US$ 228 milhões. A sequência, de 2012, se saiu ainda pior entre os críticos e fez US$ 132 milhões. Após dois fracassos, os direitos do personagem retornaram às mãos da Marvel e o personagem ressuscitou no universo Marvel na quarta temporada de Marvel’s Agents of SHIELD, que nos apresentou a outra encarnação do personagem, Robbie Reyes. No entanto, ao apresentar a origem de Reyes, a série nos deu um pequeno vislumbre do motoqueiro original, Johnny Blaze. Com isso, a porta fica aberta para que o personagem seja apresentado em sua própria série.

2 – Blade

Criado em 1973, Blade é um híbrido que caça vampiros e busca vingar sua mãe, que foi mordida por um vampiro quando ainda estava grávida dele. O personagem permanece na memória do público graças aos filmes estrelados por Wesley Snipes. O sucesso de Blade, lançado em 1998, foi um grande passo para o nascimento da era dos super-heróis nos cinemas, faturando US$ 131 milhões em todo o mundo. O segundo filme, dirigido por Guillermo Del Toro (Círculo de Fogo), foi ligeiramente melhor nas bilheterias, arrecadando pouco mais de US$ 155 milhões. Já o terceiro e último filme não foi tão bem recebido pela crítica e público, conseguindo menos que seus antecessores com US$ 128 milhões.

As coisas não melhoraram para a história do herói nas telonas quando Snipes foi preso por sonegação fiscal, o que manchou sua carreira. Com os direitos do personagem retornando para as mãos da Marvel, a possibilidade de vê-lo ingressar nesse universo cinematográfico aumentam, no entanto, é pouco provável que a Disney produza um filme para maiores. Nesse caso, talvez a Netflix, com seu estilo mais urbano e sombrio, seja o lugar apropriado para seu retorno. Wesley Snipes já revelou no passado ter se encontrado com a Marvel para falar sobre o futuro de Blade. Há rumores de que o estúdio estaria pensando em colocar o foco em uma versão feminina do personagem, com Snipes retornando como uma figura paternal.

1 – Cavaleiro da Lua

Esse tem sido um dos personagens mais pedido pelos fãs. Até mesmo o showrunner da primeira temporada de Demolidor, Steven S. DeKnight, já revelou no passado que teria interesse em retornar ao universo cinematográfico Marvel se pudesse apresentar o Cavaleiro da Lua. Mas o que há de tão interessante nesse personagem ainda pouco conhecido entre o grande público?

Criado em 1975, Marc Spector é um fuzileiro e mercenário que parte em uma missão para encontrar o antigo templo do deus egípcio Khonshu, mas acaba sendo traído e deixado para morrer. Ele é encontrado por egípcios, que o levam até o templo, onde o deus egípcio aparece em uma visão e lhe oferece a chance de ser seu avatar na terra. Ao chegar em Nova York, ele se torna o vigilante Cavaleiro da Lua. Ele possui super força, resistência, sentidos aguçados e é imune a ataques telepáticos.

Começando pelo uniforme marcante, um aspecto do personagem que pode trazer um diferencial às séries da Marvel/Netflix é que o protagonista sofre de esquizofrenia e desenvolve outras personalidades. Além de ser Marc Spector, ele também é o milionário e filantropo Steven Grant e o taxista Jake Lockley. Ele chega até mesmo a acreditar ser outros heróis, como Wolverine, Homem-Aranha e Capitão América.

 

Que outros heróis você acha que poderiam ganhar uma série na Netflix? Deixe nos comentários.

Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando