Inicio Destaque ESPECIAL: CINCO DICAS DE FILMES DE TUBARÃO

ESPECIAL: CINCO DICAS DE FILMES DE TUBARÃO

Não espere ver 'Tubarão' ou 'Sharknado' nessa lista

169
0
COMPARTILHE

Geralmente, quando pensamos em filmes de tubarão, pensamos em suspense e sangue. Com Megatubarão estreando neste fim de semana, eu gostaria de indicar pra vocês 5 filmes com tubarões com uma característica bem distinta entre eles, mas já vou logo avisando que não vai ter o Tubarão do Spielberg, suas bizarras sequências, nem mesmo Sharknado.

5 – Império dos Tubarões  (Pós-apocalíptico)

Você gosta de Mad M… quero dizer, Waterworld? então você vai adorar essa pérola aqui. Império dos Tubarões é ambientado num futuro distante, onde 98% da superfície da Terra está debaixo d’água, e sua maior ameaça agora é um chefão que controla um exército de tubarões. É interessante ver um filme ser tão copiado do longa estrelado pelo Kevin Costner, tirando a parte de controlar os dentudos, mas ter quase a mesma ambição visual com aquelas plataformas flutuantes, me surpreendeu. Não se preocupe, a tosquisse ainda toma de conta do filme, sem surpresa alguma.

4 – O Tubarão Fantasma  (Sobrenatural)

Não, você não leu errado. Na trama, uma pequena cidade precisa descobrir não só como mas porque estão sendo atacados por um tubarão fantasma. Se você acha que um predador desses vivo é perigoso o suficiente, imagine a alma dele com sede de vingança. Além de realmente existir uma espécie de peixe chamada Tubarão-fantasma, eu também já tinha visto de maneira mais “coesa” na série Dirk Gently’s Holistic Detective Agency a ideia do espírito de um tubarão, mas só vendo para entender. Aqui, em O Tubarão Fantasma, não existe vergonha alheia e eles vão direto ao ponto com isso. Pensando bem, para que mais um tubarão voltaria dos mortos, se não para resolver negócios inacabados?

3 – O Espanta Tubarões  (Animação)

Oscar é um peixe pequeno, mas quando uma âncora acidentalmente mata o filho de um chefão da máfia dos tubarões e ele é flagrado no acidente, Oscar põe suas ambicões na frente e vê a oportunidade perfeita para posar como um matador de tubarões e ganhar fama. Lançado um ano depois, mas com bem menos esforço que o bem sucedido e recebido Procurando Nemo, a produção da DreamWorks infelizmente sofreu com um desbalanço entre o grande elenco de vozes e a qualidade no roteiro e animação. Até mesmo o cineasta Martin Scorsese ganhou um personagem nesse longa que não deixa ninguém brilhar a não ser o próprio Will Smith, que segue fazendo o que ele sempre faz, mas que já basta.

2 – Isca  (Claustrofóbico)

A trama segue um grupo de pessoas presas num supermercado australiano junto de tubarões brancos. Vários gêneros já ganharam sua versão de filme em lugares fechados, ou nesse caso especifico, um supermercado, como no terror O Nevoeiro e na comédia romântica Construindo uma Carreira. Então, porque não colocar um tubarão numa ambientação assim? Em Isca isso funciona até certo ponto, mas cabe a você assistir e sentir se isso trouxe alguma tensão ou não.

1 – Terror na Água (PG-13)

Numa casa às margens de um lago em Louisiana, sete amigos se preparam para um fim de semana de diversão, que é interrompido por um ataque de tubarão. Lançado nos cinemas em 3D, que não deve agregar, e com uma classificação indicativa abaixo do esperado, o terror foi dirigido pelo já finado David R. Ellis, de Premonição 2 e Serpentes a Bordo. Gosto do trabalho de Ellis, mas Terror na Água é meio estranho. A proposta mais obvia de colocar jovens devassos a mercê de tubarões não combina com um filme sem sangue e nudez, mas de alguma forma esse absurdo me agradou. E não deixe de ver os créditos finais. Digamos que há um momento musical ali.

Menção Honrosa: Do Fundo do Mar

Em busca de uma cura para a doença de Alzheimer, um grupo de cientistas em uma isolada instalação de pesquisa se tornam presa de um trio de tubarões geneticamente modificados. Estou citando aqui esse longa, que recentemente ganhou uma continuação, pelo simples fato de ter me apresentado ao sub-gênero dos tubarões e me mostrado os clichês. O lado ficção científica, além das risada voluntarias e involuntárias recorrentes nesse tipo de filme. Lembro de quando meu tio alugou em DVD e ficou falando sobre a cena em que o personagem do Samuel L. Jackson morre, um dos melhores e mais toscos momentos do longa.

Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando
Anuncie no Cinemaginando